1. Início
  2. Ambiente
  3. CHMT investiu mais de 3,5 milhões para redução do impacto energético e ambiental

CHMT investiu mais de 3,5 milhões para redução do impacto energético e ambiental

As três unidades do CHMT – Centro Hospitalar do Médio Tejo, localizadas em Abrantes, Tomar e Torres Novas, reforçaram em 2022 o seu compromisso com a sustentabilidade ambiental na Saúde.

O CHMT investiu este ano mais de 3,5 milhões de euros para a implementação, nas três unidades hospitalares, de um conjunto de medidas de otimização e eficiência energética, que vão resultar numa redução do impacto ambiental do CHMT e levar a uma poupança na fatura energética superior a um milhão de euros por ano.

Através de candidaturas instruídas e aprovadas junto do POSEUR – Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, que garantiram uma comparticipação do Fundo de Coesão superior a 95%, foram realizadas um conjunto de obras nas três unidades hospitalares do CHMT, com vista a melhorar a sua eficiência energética e levar à redução das emissões de gases nocivos que provocam efeito de estufa.

Entre diversos investimentos efetuados destaca-se a aposta nas energias renováveis, com a instalação de sistemas fotovoltaicos para autoconsumo nas Unidades de Abrantes, Tomar e Torres Novas. No domínio das energias “limpas” há ainda a destacar a instalação de um sistema solar térmico na Unidade de Torres Novas.

A substituição das caldeiras de condensação, bem como a adoção de iluminação LED foram investimentos que foram igualmente realizados nas três unidades hospitalares da instituição, com grandes ganhos de desempenho e eficiência energética. A substituição de “chillers” (em Tomar e Torres Novas) e substituição de caixilharias da fachada sul da Unidade de Abrantes são outros exemplos das melhorias de desempenho energético efetuadas.

Com este investimento, o CHMT – Centro Hospitalar do Médio Tejo pode hoje afirmar-se, perante a comunidade que serve, como uma instituição cada vez mais amiga do ambiente e empenhada em construir um futuro mais sustentável da Saúde. Esse compromisso continuado materializou-se, também, na constituição, durante o passado mês de maio, da Comissão Hospitalar de Ambiente e Sustentabilidade, uma iniciativa pioneira no SNS – Serviço Nacional de Saúde, que pretende propor, planear e implementar novas abordagens de intervenção, otimização de recursos e gestão sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Categoria(s):
AmbienteDESTAQUESaúde
Menu